Escolheram Por Mim – Especial de Natal

Hoje, desde muito tempo, é um dia que representa amor, caridade, felicidade, esperança, renascimento, vida, dentre tantas outras coisas importantes.

E por isso, e devido a se encaixar perfeitamente com o tema do podcast, trago-lhes uma frase que ouvi em um filme e que faz todo o sentido para mim, que é:

“Nós aceitamos o amor que achamos merecer ter” – As vantagens de ser invisível.

Essa frase, eu a aplico na minha vida de diversas formas, não somente referente ao amor, mas também referente os momentos, as pessoas, as situações que muitas das vezes nos parece impossível de mudar, na hora das decisões, ao que devo dar e também espero receber.

Uma das coisas que tenho sempre comigo é esse “renascer” que o natal propõem, onde há essa liberdade para se desfazer de tudo aquilo que não nos faz bem e fazer surgir coisas boas no lugar. E isso é uma ação que se pode aplicar todos os dias das nossas vidas, pois todos os dias é dia de decisão, de renascer mais forte do que antes, de ser mais livre do que antes, reconquistar o livre arbítrio, viver de forma consciente (sair da zona do inconsciente).

Espero que gostem deste episódio especial, e desejo a todos um feliz natal e um próspero ano-novo. Que tudo aquilo que parecia ser impossível de conquistar, mudar, criar, se torne possível, no amar, cuidar, resistir, lutar, persistir, no saber largar, deixar ir, abdicar.

Setlist:

Imagine Dragons – Believer

Linn da Quebrada – Oração

John Legend – Preach

Hillsong United – Wonder

Harry Styles – Treat People With Kindness

Mariah Carey – All I Want For Christmas Is You

 

Poema/Poesia:

“Já fomos exilados em nosso próprio quintal, e hoje ainda mais em nossa própria mente

Indesejados pelos nossos próprios irmãos, movidos e calibrados com base em incertezas

Censurados pelos nossos próprios pais, e ainda hoje devido aos nossos sentimentos

Fomos amedrontados por abraços que se diziam ser fraternos, mas que na verdade não se viam em um lugar onde no nosso não tivesse dor

O mundo hoje é súplica, cada vez mais traduzida em orações, canções, que se note, que se sinta

que seja viva, devolva vida, que já não quer mais morrer todos os dias, em meio a solidão, ao desespero, a fome, a falta de pão

É ainda capaz de permanecer amor, praticar amor, exalar amor

Vigiando sempre a retaguarda daqueles que não conseguem enxergar

dos que perderam as forças em uma cama embebecida de lágrimas, e desamor.

O mundo somos nós, que podemos ser esperança, para aqueles que vivem sob a ação do ar rarefeito,

das opiniões bem articuladas, mas regadas de ignorância, vazias, torpor”.

Autor: César Santos.

Publicado a

Comentários fechados em Escolheram Por Mim – Especial de Natal