Queima das Fitas 2019 – 5º dia

A quinta noite da Queima das Fitas do Porto contou com concertos de David Fonseca e Wet Bed Gang. Mais uma noite repleta de energia e boa disposição.

David Fonseca foi o primeiro a pisar o palco, num concerto intenso. O espetáculo contou com uma forte interação com a plateia, contando com um solo de guitarra e uma versão rock de “O corpo é que paga”, em homenagem a António Variações. O artista cantou tanto em português como em inglês, terminando o concerto com umas das suas músicas mais conhecidas “Oh my heart”.

Os Wet Bed Gang marcaram presença em palco no segundo e último concerto da noite. A banda de Vialonga foi recebida por cerca de 25 mil pessoas num ambiente “muito bom, muito caloroso”. O público acompanhou todas as canções, sempre com muito entusiasmo e com as letras na ponta da língua. A pedido da banda, entoaram ainda o hino de Portugal com a mão no peito e emoção na voz. Apesar de toda a energia, houve espaço para um momento mais calmo, onde as únicas fontes de luz eram as lanternas e os isqueiros do público. Durante o concerto, dois dos quatro membros da banda desceram do palco e aproximaram-se da plateia, dividindo-a a meio para, mais tarde, encherem de água o rosto dos que estavam nas primeiras filas. Em entrevista à Engenharia Rádio, Zizzy afirma estar “a viver um sonho”, por estar onde sempre quis desde miúdo.

A noite de hoje, quinta-feira, conta a com os concertos de Dirty Sound Boys, Mastiksoul e Lost Frequencies.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais informações sobre os restantes dias aqui.

Mariana Cardoso e Maria Vilela

Publicado a

Comentários fechados em Queima das Fitas 2019 – 5º dia